Especial

 

PROCESSO DE FABRICAÇÃO

A matéria-prima para a produção do Açúcar Cristal Extra Fino é o caldo da cana-de-açúcar, proveniente das moendas, o qual é submetido às etapas de aquecimento, sulfitação, caleagem e decantação, visando à obtenção de um caldo limpo e transparente. Este caldo é concentrado, flotado e novamente concentrado até o aparecimento dos cristais de açúcar, os quais chegam ao tamanho desejado através de duas etapas de cozimento e centrifugação para eliminação dos méis. O açúcar obtido, composto de cristais brancos e regulares, passa pelos processos de secagem, resfriamento, peneiramento e envase.

COMPOSIÇÃO

Sacarose (99,7% mínimo)

APLICAÇÕES

• Bebidas Carbonatadas, licores, sucos de fruta, sorvetes

• Doces e confeitos em geral, balas duras e mastigáveis, gomas e chicletes

• Panificação em geral, biscoitos, preparados para bolos

• Refresco em pó, preparados para gelatinas

CARACTERÍSTICAS

• Baixo teor de não açúcares • Baixa cor

PRECAUÇÕES

• Estocagem em local protegido, sobre estrados e longe de produtos químicos, odores fortes ou muito quentes com presença de vapor.

PROCESSO ESPECÍFICO

• O açúcar cristal é obtido por um processo de cristalização controlada, a partir do caldo de cana-de-açúcar da família das Saccharum officinarum tratado e possui cristais finos e regulares, com alto brilho, especial para processos alimentícios e outros fins.

VANTAGENS

• Adaptar-se a produtos alimentícios em geral

VALIDADE

• 24 meses

EMBALAGEM

• Saco de 50kg em polipropileno trançado (ráfia), com revestimento interno em polietileno (liner).

• Container flexível tubular de 1.200kg em polipropileno (big bag)

INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS E COMPOSIÇÃO BÁSICA

Porção de 5 g (1 colher de chá)
Quantidade por porção % VD (*)
Valor energético 20 kcal = 84 kj 1%
Carboidratos 5 g 1%
Proteínas 0g 0%
Gorduras totais 0g 0%
Sódio 0mg 0%
 
Parâmetros Valores
Sacarose 99,7/99,8%
Glucose e Frutose 0,03/0,10%
Umidade 0,04/0,10%
Sais Mineirais 0,04/0,10%
(*) Valores diários de referência com base em uma dieta de 2.000 calorias ou 8.400 kj. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

CARACTERÍSTICAS UNIDADES METODOLOGIA TIPO 2 TIPO 3
Pureza (Polarização) °Z min. IT.410.008-7.1. 99,7 99,7
Cor ICUMSA (420nm) UI max. IT.410.008-7.3. 150 180
Umidade H2O % max. IT.410.008-7.4. 0,04 0,05
Cinzas Condumétricas % max. IT.410.008-7.2. 0,05 0,07
Sulfito (SO2) mg/kg max. IT.410.008-7.8. 15 15
Resíduo Insolúvel (RI) Nível 1-10 max. IT.410.008-7.7. 5 9
Pontos Preto (PP) n°/100g max. IT.410.008-7.5. 7 15
Partículas Magnetizáveis (PM) mg/kg max. IT.410.008-7.6. 3 5
Açúcares Redutores (AR) % max. IT.410.008-7.10. 0,2 n/a
Brix ° Brix max. IT.410.008-7.12. n/a n/a
pH pH IT.410.008-7.25. n/a n/a
Turbidez NTU max. IT.410.008-7.16. n/a n/a
Dextrana mg/kg max. IT.410.008-7.9. n/a n/a
Amido mg/kg max. IT.410.008-7.21. n/a n/a
Floco Alcoólico Presente/Ausente IT.410.008-7.14. n/a n/a
Cor (transmitância 445 nm) % min. IT.410.008-7.18. - -
Condutividade µS max. IT.410.008-7.27. - -
Coliformes Em 10g max. IT.410.008-7.6. Ausente Ausente
Escherichia Coli Em 10g max. IT.410.008-7.6. Ausente Ausente
Salmonellas Em 25g max. IT.410.008-7.7. Ausente Ausente
Bolores e leveduras UFC/g max. IT.410.008-7.2. 50 50
Staphylococcus Aureus UFC/g max. IT.410.008-7.9. 103 103
Contagem Total Termófilas UFC/10g max. IT.410.008-7.10. 125 125
Anaeróbias produtoras de H.S UFC/10g IT.410.008-7.4. 2 2
Anaeróbias não produtoras de H.S + em 6 tubos max. IT.410.008-7.5. 3 3
Bacilus Cereus UFC/g max. IT.410.008-7.8. 103 103
Mesófilas Totais UFC/g max. IT.410.008-7.1. 50 50
Flat-Sour UFC/10g IT.410.008-7.3. 50 50
Arsênio mg/kg max. ABNT-NBR 9921 1 1
Cobre mg/kg max. ABNT-NBR 11010 2 2
Chumbo mg/kg max. ABNT-NBR 9920 0,5 0,5
Mercúrio mg/kg max. ABNT-NBR 9922 0,01 0,01
Ferro mg/kg max. ABNT-NBR 11010 2 n/a
Aparência Cristal Branco Cristal Branco
Sabor Característico Característico
Odor Característico Característico
Prazo de validade Meses 24 24